Remédios caseiros para amenorréia

Tratamento por remediodaterra

Introdução

Remédios caseiros para amenorréia

Existem diversos tipos de remédios caseiros para amenorréia, saiba que a amenorréia é uma doença na qual ocorre a ausência do fluxo menstrual fora do período de gravidez. A amenorréia primária ocorre em jovens adolescentes. A amenorréia secundária é a ausência de menstruação por mais de 3 ciclos menstruais ou 6 meses, em mulheres adultas que já menstruam.

Quais as possíveis causas da Amenorréia?

Pode ser causada por anemia, estresse, emoções fortes ou permanência prolongada em locais frios e úmidos. Pode ocorrer também durante a amamentação. Geralmente é acompanhada por alterações no sistema nervoso. Ciclos menstruais regulares são sinal de boa saúde geral. Após a classificação em primária ou secundária será definida a causa que poderá decorrer de alterações no trato reprodutivo, insuficiência ovariana primária (falta de produção de hormônios femininos pelos ovários), não-ovulação crônica com estrogênio presente ou causas que afetem a produção de hormônios que regulam os ovários (causas centrais). É importante sempre excluir anteriormente situações normais do nosso corpo como gravidez, período de amamentação e menopausa.  Quando a mulher não tem um período menstrual isso pode ser sintoma de gravidez ou de que alguma coisa está errada. Antes de usar os remédios caseiros para amenorréia, é importante informar ao médico se faltar um ciclo menstrual de modo que ele possa começar a procurar o que está acontecendo.

Quais são os tipos de amenorréia?

Amenorreia primária- Meninas que nunca apresentaram menstruação espontânea aos 16 anos (com caracteres sexuais secundários), ou aos 14 anos (sem caracteres sexuais secundários desenvolvidos).

Amenorreia segundaria- Em mulheres que já apresentaram fluxo menstrual espontâneo, ausência de menstruação por 3 ciclos ou 6 meses.

Causas que levam a amenorreia primária

  • retardo normal do início dos períodos menstruais (até aos 14 ou 15 anos)
  • drástica perda de peso (resultado de situação financeira precária, dieta da moda, anorexia nervosa, bulimia ou outras causas)
  • anormalidades congénitas do sistema genital
  • hipoglicemia
  • obesidade mórbida
  • disgenesia gonádica
  • síndrome de Turner (XO)
  • hipogonadismo hipogonadotrópico
  • síndrome de feminilização testicular
  • hermafroditismo verdadeiro
  • doença crónica
  • desnutrição
  • doença de Crohn
  • fibrose cística
  • doença cardíaca congénita (cianótica)
  • craniofaringioma, tumores ovarianos, tumores adrenais
  • hipertiroidismo
  • hímen imperfurado, ausência vaginal, ausência cervical
  • síndrome adrenogenital
  • síndrome de Prader-Willi
  • doença ovariana policística
  • hipoplasia adrenal congénita

A “insuficiência ovariana primária” é caracterizada pela falta de produção de hormônios femininos pelos ovários. A causa mais comum, que é normal, é a menopausa. Outra causa seria a menopausa precoce (falência ovariana prematura), quando pára de ocorrer menstruações antes dos 40 anos. Isto pode ocorrer por radiação, efeito de quimioterapia, ou quando são retirados os ovários numa cirurgia. Pode ser que não seja descoberta nenhuma causa definida. Causas genéticas de insuficiência ovariana primária se apresentam na maioria dos casos com amenorréia primária. A mais comum seria a síndrome de Turner, as quais os remédios caseiros para amenorréia podem prevenir.

Causas da amenorreia secundária

A gestação é a primeira hipótese a ser levantada na ausência da menstruação. No entanto, existem várias razões para a menstruação atrasar. Em pacientes que já apresentaram menstruações muitas vezes não é necessário aguardar 3 meses para que se realize a investigação e/ou tratamento da amenorreia. A maioria das mulheres procura o seu médico quando a menstruação atrasa alguns poucos dias. A investigação do atraso menstrual e da amenorréia secundária é semelhante. O aumento da probabilidade associa-se à prática intensa e prolongada de exercícios (particularmente na ausência de condicionamento adequado), gordura corporal inferior a 15% ou 17%, obesidade exagerada e ingestão de suplementos hormonais.

 

Quais os sintomas da amenorréia?

Febre e dores na cabeça, nos lombos e na região uterina. Evite preocupações excessivas e vida sedentária. O uso de bebidas alcoólicas e fumo agravam a doença.

Quais alimentos evitar

Evite alimentos gordurosos fritura, manteiga, margarina, queijo etc. Substitua-os por alimentos naturais de depurativos do sangue.

Exames

  • biópsia endometrial
  • suspensão da progestina
  • níveis de prolactina
  • níveis hormonais séricos, como os níveis de testosterona
  • teste da função tiroideana
  • exame de gestação (HCG sérico)
  • FSH (níveis da hormona foliculoestimulante)
  • LH (níveis da hormona luteinizante)
  • TSH (hormona estimulante da tiroide; outros testes da função tiroideana)
  • cariótipo para descartar a presença de anormalidades do cromossoma Y
  • tomografia computadorizada da cabeça deve ser realizada na suspeita de um tumor pituitário

Alimentos que servem como remédios caseiros para amenorreia

 

Hortaliças usadas como remédios caseiros para amenorréia

  • Agrião- Suco diluído em água. Tomar 250 ml, 2 vezes ao dia.
  • Chicória- Suco diluído em água. Tomar 1 xícara de manhã, em jejum.
  • Salsa- Chá com toda a planta (20 g para 1 litro de água). Tomar 3 xícaras ao dia.

Frutas usadas como remédios caseiros para amenorréia

  • Abacate- Chá das flores do abacateiro (20 g para 1 litro de água). Tomar 3 xícaras ao dia.
  • Abacaxi- Refeições exclusivas 3 vezes por semana.
  • Maracujá- Chá das raízes e folhas (40 g para 1 litro de água). Tomar 4 xícaras ao dia.

Plantas usadas como remédios caseiros para amenorréia

  • Alecrim- Chá com toda a planta (20 g para 1 litro de água). Tomar 4 xícaras ao dia.
  • Arruda- Chá das folhas (5 g para 1 litro de água). Tomar 1 xícara ao dia.
  • Cominho- Chá (10 g para 1 litro de água). Tomar 4 xícaras ao dia.
  • Louro- Chá das folhas (25 g para 1 litro de água). Tomar 3 xícaras ao dia.

Outros Tratamentos usados como remédios caseiros para amenorréia

  • Geoterapia- Compressa de argila com cebola ralada na região lombo ventral, com duração de 90 minutos.
  • Hidroterapia- Banho escalda-pés com duração de 20 minutos. Banho de assento com chá de carqueja, cavalinho e losna (150 g para 1 litro de água), com duração de 20 minutos.

Alimentos depurativos usados como remédios caseiros para amenorréia

  • azeite de oliva, gergelim, macadâmia e linhaça dourada: são ricos em gorduras mono e poli insaturadas, minerais e vitamina E;
  • acerola e romã: São também ótimo remédios caseiros para amenorréia, contém vitamina C e flavonoides que melhoram a função imunitária e a produção de interferon – proteína que ativa o sistema imunológico, interferindo na reprodução do vírus da hepatite;
  • alho e cebola: são antibióticos naturais, eficientes na ação contra bactérias, vírus, fungos e parasitas, além de serem ricos em vitaminas e minerais, podendo ser usados como remédios caseiros para amenorréia.
  • alcachofra: contém silimarina e cinarina, dois compostos antioxidantes que melhoram a função hepática e auxiliam na desintoxicação do fígado;
  • alfafa: rica em oligoelementos e minerais que favorecem a síntese de anticorpos;
  • cereja, morango e frutas vermelhas: contém antioxidantes e melhoram a circulação no fígado;
  • agrião: ajuda na recuperação e no bom funcionamento do fígado;
  • cereais integrais: os carboidratos complexos presentes neste cereal, como o arroz integral, contribuem com vitaminas do complexo B necessárias para o bom funcionamento hepático;
  • vegetais crucíferos como:  repolho, couve-flor, rúcula e rabanete, ajudam a desintoxicar do fígado, ajudando como remédios caseiros para amenorréia.
  • ameixa: rica em vitaminas e minerais, tem quantidade insignificante de sódio, gorduras e proteínas.Por isso é adequada no caso de doenças hepáticas.
  • erva dente-de-leão: desintoxicante e deputativa do fígado;
  • framboesa: facilita a eliminação de substâncias que produzem as infecções;
  • gengibre: anti-inflamatório, antifúngico e antiviral;
  • lecitina de soja: contém colina, uma vitamina necessária para o metabolismo hepático;
  • legumes e verduras verde-escuras: contribuem com o ácido fólico, que ajuda na recuperação do fígado e diminuem o risco para o desenvolvimento de anemia;
  • limão , lichia e kiwi: estimulam o sistema imunológico. O limão é um excelente aliado no combate a todo tipo de infecções.
  • maçã: descongestionante do fígado, auxiliando a destoxificação ( transformação das substâncias hidrossolúveis, permitindo sua eliminação pela urina, fezes e até mesmo pela bile );
  • melão: favorece a reposição de água e de sais minerais que se perdem no caso de doenças infecciosas.
  • nêspera: descongestionante hepático;
  • rabanete: rico em compostos sulfurosos como a rafanina, de grande poder antibiótico, antiviral e imunoestimulante, principalmente para as funções hepáticas;
  • cogumelos: estimulantes da produção de interferon, proteína produzida pelo organismo que ativa o sistema imunológico, interferindo na reprodução do vírus;
  • tapioca: a farinha mandioca contribui com carboidratos de fácil assimilação sem conter gorduras, o que facilita a função hepática, atuando também como ótimos remédios caseiros para amenorréia.
  • tomate: rico em carotenoides antioxidantes e em minerais de ação imunoestimulante;
  • linhaça: é rica em ômega-3, que protege o sistema cardiovascular;
  • uvas vermelhas e roxas: fornecem açúcares naturais e vitaminas antioxidantes ativando a função desintoxicadora; estimula também a função da bílis, o que descongestiona o fígado e facilita a circulação de sangue no seu interior, podendo serem usadas como ótimos remédios caseiros para afta.
  • prebióticos: alcançam quase que diretamente o intestino e nutrem a flora, melhoram a absorção de cálcio e inibem o crescimento de bactérias patogênicas. A farinha de banana verde é um prebiótico natural. É fácil de ser encontrada e pode ser feita em casa.

Referências

Conteúdo encontrado em:

https://remediodaterra.com/remedios-caseiros-para-amenorreia
photo Obesidade

Obesidade

Doença

Obesidade é uma condição médica na qual se verifica acumulação de tecido adiposo em excesso ao ponto de poder ter impacto negativo na saúde, o que leva à redução da esperança de vida e/ou aumento dos problemas de saúde. Uma pessoa é considerada obesa quando o seu índice de massa corporal (IMC) é superior a 30 kg/m2. Este valor é obtido dividindo o peso da pessoa pelo quadrado da sua altura.A...Mais